Tarcísio, Galdino e Walmor: reencontro de antigos rivais com grande representatividade em Jundiaí

Tarcísio, Galdino e Walmor: reencontro de antigos rivais com grande representatividade em Jundiaí

No momento em que o Legislativo de Jundiaí se renova com a eleição de dez novos vereadores para o mandato 2017/2020, a Câmara de Jundiaí reservou na última terça-feira (02) uma pausa nas discussões políticas, agora sob os holofotes da disputa para prefeito em segundo turno. O encontro, realizado pela manhã, reuniu ex-vereadores veteranos no plenário que marcaram presença na Casa. Antonio Galdino, Tarcísio Germano de Lemos e Walmor Barbosa Martins, que também foi prefeito duas vezes, serão personagens de projeto da Câmara que pretende registrar a biografia de todos os parlamentares que passaram pelo Legislativo local.

O encontro aconteceu em clima de camaradagem entre os veteranos, “adversários políticos ferrenhos,
mas não inimigos” , segundo Tarcísio, de 86 anos.  O ex-vereador reforçou a importância do debate de alto nível na Casa numa época em que, segundo ele, a política reflete intolerância entre opiniões opostas. Tarcísio foi vereador por nove mandatos e passou pelos partidos PTN, PDC, PSD, MDB e PMDB, enquanto que Galdino (84), ainda filiado ao PT e para quem “a política é uma arte que não pode ser feita de maneira rasteira”, cumpriu seu mandato por três vezes consecutivas (1960/1963; 1997/2000 e 2001 a 2004).

Os três veteranos legislaram conjuntamente em uma época difícil, nos tempos de chumbo da ditadura militar. Walmor Barbosa Martins (86), que foi vereador por três mandatos (1956/1959; 1960/1963 e 1964/1969) e prefeito (1969/1973 e 1989/1992), não é mais filiado a qualquer partido. Ele, que  pertenceu ao PL e ao PSP, elogiou a coragem de Galdino nos anos de ditadura. E disse não ter interesse em voltar à ativa porque, na sua opinião, “os políticos transformaram ideologia em profissão”. A visita dos ex-vereadores teve início com uma conversa informal no salão nobre – área das “sessões secretas naquele tempo”, brincou Tarcísio, para quem Galdino era de esquerda e ele e Walmor de “centro”.  Os veteranos voltaram no tempo olhando fotografias antigas e relembrando os fatos políticos que fizeram a história de Jundiaí.

Novos vereadores

Enquanto os ex-parlamentares contam suas histórias e experiências, a Câmara de Jundiaí prepara-se para fechar os trabalhos do ano e receber os novos vereadores eleitos no pleito do dia dois de outubro. São eles: Wagner Tadeu Ligabó (PPS), Dika Xique-Xique (PR), Romildo Antonio (PR), Cristiano Lopes (PSD), Douglas Medeiros (PP), Cícero da Saúde (PROS), Antônio Carlos Albino (PSB), Edicarlos Vieira (PSD), Arnaldo da Farmácia e Faouaz Taha (PSDB).

Reeleitos, permanecem na Casa: Gustavo Martinelli (PSDB), o mais votado, Leandro Palmarini (PV), Paulo Sérgio Martins (PPS), Marcelo Gastaldo (PTB), Márcio Cabeleireiro (PMDB), Rogério Ricardo da Silva (PHS), Valdeci Delano (PTB), Pastor Roberto Conde (PRB) e Rafael Antonucci (PSDB). Dentre os nomes que não conseguiram a reeleição estão o pastor evangélico Dirlei Gonçalves (PV), um dos mais votados em 2012, e Gerson Sartori (PSD), atual líder de governo na Câmara.