Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

A campanha eleitoral

Publicada em 15/08/2012 às 01:00 | por Polli José Renato

A ONG Voto Consciente anunciou nesta semana que divulgará um novo ranking da atuação dos vereadores de nossa câmara municipal. Os resultados preliminares foram baseados em farta documentação pública disponível e demonstram que apenas 25,9% dos projetos apresentados são relevantes. A imensa maioria dos demais (74,1%), irrelevantes do ponto de vista da transformação social (denominação de ruas, homenagens, instituição de datas comemorativas e projetos ilegais ou inconstitucionais).

Preocupados com a pedagogia eleitoral, os partidos e candidatos sérios, deveriam analisar estes dados e ajudar a promover um debate sobre qual a função do legislativo. Em que pesem os interditos da comunicação, o controle da informação e sua ideologização, a ignorância política, o peso do interesse privado,  não podemos deixar de nos esforçar por promover uma consciência eleitoral.

Creio que atuação parlamentar cumpre algumas funções imprescindíveis. A primeira delas é legislar. Mas o que se legisla deve estar em consonância com o efetivo interesse social. Em segundo lugar, fiscalizar o executivo. A subserviência ao executivo, neste quesito, salta aos olhos na maioria dos espaços legislativos. Outra função, talvez a mais importante, é mobilizar e ajudar a organizar as lutas em favor do interesse social público. A maioria dos parlamentares deixa a desejar neste aspecto.

Um grande empecilho para a escolha consciente é a reprodução de uma consciência ingênua sobre o papel do vereador. Ele é visto como aquele que consegue o asfalto do bairro, a luz elétrica, a compra do gás de cozinha, a consulta médica por influência, enfim, ações que não lhe competem. Esta cultura enraizada diz que o vereador é “do bairro”, “da causa animal”, “da educação”, “da cultura”, “da saúde”, como se estivéssemos falando de feudos particulares e não da cidade como um todo. A disputa eleitoral quase sempre se dá por aí. O mesmo se verifica na escolha do ocupante do cargo majoritário. Há dois aspectos que eu destacaria. Em primeiro lugar que não é necessário ser “um bom técnico” para governar, apenas uma pessoa decente, comprometida com o que é público e imbuída do espírito democrático-popular. Em segundo lugar que o vereador ajuda a pensar o “projeto estratégico” de cidade, não no sentido empresarial, mas uma visão ampla, que contemple uma cultura de cuidado com o que é de todos, atuando no desenvolvimento de um engajamento político descompromissado com valores privados. Neste aspecto, deve fugir aos ditames das noções políticas conservadoras, que prescindem de seriedade no respeito ao bem coletivo.

Lembramos que as funções legislativa e executiva são públicas e temporárias, não se trata de uma profissão. A contribuição que recebem sai do erário público e deveria ser revertida em trabalho comprometido. Colocando-nos na condição de eleitores, creio que é possível compreender o sentimento da maioria das pessoas: em quem votar? A resposta para esta questão creio que deva se basear na combinação de dois aspectos básicos: 1. A vida do candidato, seu histórico de lutas sociais, seu compromisso efetivo com causas populares e 2. Sua ideologia partidária. Não há como separar as duas coisas. Infelizmente, a maioria dos candidatos não possui compromisso ideológico com suas legendas. Postulam a função pública sem imaginar que não há neutralidade política possível. Quando assim se comportam, acabam servindo a alguma causa, quer queiram ou não. Aliás, creio que nenhuma instituição é neutra politicamente, nem algum ser humano, ao menos. Nossa condição é, inevitavelmente e ontologicamente, a de seres políticos. Isso pode ser bom ou ruim. Mas creio que há espaço para que seja “mais bom” que ruim.

Avatar
Últimos posts por Polli José Renato (exibir todos)

Leia mais sobre Outros

2 respostas para “A campanha eleitoral”

  1. Avatar Chuck Norris disse:

    Kd o ranking??????????

Deixe uma resposta para Henrique Parra Parra Filho Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/a-campanha-eleitoral/