Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Ambientalistas sugerem canalização do Rio Jundiaí sem concreto

Publicada em 19/01/2009 às 09:00 | por Voto Consciente Jundiai

Projeto da Prefeitura prevê canalização de concreto das margens e do fundo do trecho do rioProjeto da Prefeitura prevê canalização de concreto das margens e do fundo do trecho do rio.

Quem passa no início da avenida 9 de Julho nota um amontoado de terra próximo ao rio Jundiaí. Isso se deve às obras de canalização do rio, no trecho entre a Vila Lacerda e o Parque Shangai (próximo à avenida Prefeito Luiz Latorre). Mas o que poderia representar melhorias para a cidade pode, na visão de ambientalistas, comprometer o pouco que resta de natureza no local.

Segundo Paulo Dutra, ambientalista e coordenador do movimento socioambiental Fórum Permanente Caxambu, este trecho do rio, afastado da avenida e sem casas por perto, tem pequenos resquícios de mata e aves, como garças e paturis, além de capivaras. “É um trecho que recebe as águas limpas do Córrego do Mato e do Córrego Walquírias e tem muitas pedras no leito. Essa combinação de oxigenação e diluição dos poluentes melhora a qualidade do rio e as condições para a fixação da vida silvestre.”

Para ele, a canalização, utilizando concreto, poderia comprometer toda essa vida que ainda existe no local. “Apesar do rio ser poluído, tem algumas espécies de peixes, como o cascudo”, afirma. “O rio está esperando sua despoluição há 30 anos. Se isso acontecer (as margens e o fundo do rio serem concretados) ele terá água limpa, mas sem vida.”

Outro ambientalista, Flávio Gramolelli Jr., também tem a mesma opinião. “Existem tecnologias. A Prefeitura usa o slogan ‘Jundiaí, a cidade do novo século’, mas faz coisas do século passado. Acho desnecessárias as obras que estão fazendo lá. Há um gasto de dinheiro inadequado.”

Alternativas – Paulo Dutra, que também participa do Movimento em Defesa dos Rios e Córregos de Jundiaí, garante que não é contra as obras. “Somos contra a canalização de concreto.” Dutra disse que já levou à Prefeitura alternativas para o problema, mas até agora não há respostas.

“Levamos ao conhecimento da Fumas (Fundação Municipal de Ação Social) e do Comdema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente) informações sobre engenharia naturalística, ou seja, empresas que não utilizam concreto nas obras e sim elementos naturais para fixar o solo.”

A reportagem do JJ Regional esteve no local e viu, além de lixo boiando e nas margens do rio, alguns animais. O funcionário público José da Silva mora próximo ao rio há 41 anos e acredita que pode, sim, haver conciliação entre as duas partes. “O rio já sofreu muitas modificações, mas é preciso que haja obras, caso contrário a população sofrerá com isso”, opina.

Continuidade – Segundo a assessoria de imprensa da Fumas, as obras fazem parte do programa do governo federal ‘Saneamento para Todos’ e darão continuidade à canalização do rio Jundiaí. A obra está licenciada nos órgãos competentes, inclusive os ambientais. Ainda de acordo com a Fumas, o trecho do rio será concretado.

Fonte: Jornal de Jundiaí

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/ambientalistas-sugerem-canalizacao-do-rio-jundiai-sem-concreto/