Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Arquivo.. (BOMDIA)

Publicada em 20/12/2008 às 11:48 | por Voto Consciente Jundiai

Quarta-feira, 17 de dezembro de 2008 2:11:00
Miguel é diplomado com superlotação do Fórum
Público que não conseguiu entrar no Salão do Júri surpreendeu políticos

Fábio Pescarini

Diante de um Fórum lotado e muito empurra-empurra, Miguel Haddad (PSDB) foi diplomado ontem prefeito eleito de Jundiaí.
A cerimônia, que também diplomou o vice-prefeito, Luiz Fernando Machado (PSDB), e 16 vereadores, surpreendeu o prefeito eleito e o juiz eleitoral Marco Aurélio Sampaio, pelo número de pessoas no Salão do Juri.

“Já participei de sete diplomações [essa é a terceira a prefeito] e nunca vi algo assim”, disse Miguel.
“Foi uma cena bem diferente da minha diplomação”, lembrou o atual prefeito de Jundiaí, Ary Fossen (PSDB).

O tucano, cassado seis vezes pela Justiça Eleitoral em Jundiaí, só foi diplomado ontem por ter conseguido recurso no TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

“Em nenhum momento imaginava que não estaria aqui hoje [ontem]”, afirmou o prefeito eleito.

Miguel admitiu que a superlotação possa ter ocorrido em virtude da eleição polêmica. “Me faz sentir gratidão.”
Para o desembargador Cláudio Levada, as eleições de 2008 em Jundiaí ficarão marcadas na história. O mesmo acredita o advogado Tarcísio Germano de Lemos, que ontem representou a OAB na cerimônia de diplomação. “Ninguém vai esquecer.”

Foco passa a ser secretarias
Com a diplomação garantida, apesar de partidos de oposição prometerem tentar reverter a situação na Justiça, Miguel Haddad tenta se concentrar na formação de seu secretariado.

Apesar de estar a duas semanas para a posse, Miguel disse que ainda não tem todos os nomes definidos.
Miguel admitiu que os processos judiciais tomaram parte de seu tempo, mas tentou não relacionar a briga para garantir a sua diplomação com o atraso na divulgação de seu secretariado.

“É que é difícil escolher os nomes mesmo, mas não posso esconder que o impasse tomou uma parte do nosso tempo.”

Miguel acredita que vai ter uma forte oposição, caso seus adversários não consigam reverter a diplomação e a posse na Justiça. “Mas já foi assim das outras duas vezes que fui prefeito, não é apenas por causa desse processo eleitoral que seria diferente.”
fonte: BOMDIA
____________________________________________________________________

Quarta-feira, 17 de dezembro de 2008 2:16:00
Estrelas, prefeito e juiz são ovacionados durante festa
Marco Aurélio Sampaio e Miguel Haddad roubam a cena da diplomação

Julianna Granjeia

A noite de ontem foi de aplausos não só para o prefeito eleito Miguel Haddad (PSDB), mas também para o juiz eleitoral Marco Aurélio Sampaio. Os dois foram ovacionados.
Citando George Orwell, autor de “1984”, Sampaio disse que a verdadeira liberdade é ter a liberdade de dizer que dois mais dois são quatro.

“A luta pela liberdade e pela democracia não nos deixa saudosos de um movimento como a ditadura, conforme foi publicado recentemente. E ter o direito de defender um movimento é democracia”, afirmou o juiz referindo-se à declaração do ex-prefeito André Benassi (PSDB) ao BOM DIA, que foi cumprimentá-lo ao final da cerimônia de ontem e o aplaudiu ao final de seu longo discurso.

O juiz também disse que os recursos democráticos não tiram o glamour da festa. “Ninguém pode dizer que Ana Tonelli [PMDB] ganhou no tapetão. Eu disse que ela iria buscar seus direitos até em Brasília, foi o que ela fez”, disse em referência à vereadora que teve votos anulados, mas reverteu a situação.

Sampaio lembrou o discurso feito na diplomação do prefeito eleito Ary Fossen (PSDB) pelo então juiz eleitoral, Maurício Garibe, hoje diretor do Fórum. “Somos todos companheiros no grande palco das eleições. Sejamos um só governo e não aristocracia.”
Após o discurso de Sampaio, Miguel foi anunciado para receber o diploma das mãos do juiz, quando alguém gritou: “Contra tudo e contra todos.” O juiz rebateu em seguida dizendo que diplomar Miguel era um prazer. “E não foi contra tudo e contra todos, foi com mais de 98 mil votos.”

Petista foge do aperto de mão
Ao contrário de todos os vereadores eleitos, que após receberem o diploma das mãos do juiz cumprimentavam Miguel, a vereadora reeleita Marilena Negro (PT) passou reto pelo tucano.

Entre os presentes, que fizeram questão de cumprimentar Miguel, estavam secretários do prefeito Ary Fossen (PSDB) cogitados para continuar na prefeitura, como Penha Camunhas (Cultura), Jorge Yatim (Desenvolvimento Econômico), e Vicente de Paula Silva (Recursos Humanos).
O secretário de Finanças, José Parimoschi, bem que tentou, mas não conseguiu entrar no salão lotado.

Ary quer férias, mas vê Assembléia
O prefeito Ary Fossen (PSDB) disse ontem que existe a possibilidade de disputar a eleição para deputado estadual em 2010, mas antes sonha com férias.

“Agora preciso descansar, mas acho que fiz um bom trabalha na Assembléia [foi eleito prefeito logo após mandato de deputado estadual] e existe essa possibilidade.
Ary foi à cerimônia de diplomação com um broche com o mapa de São Paulo na lapela do paletó. “Ganhei no Palácio dos Bandeirantes quando Geraldo Alckmin era governador”, disse.

fonte: BOMDIA

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/arquivo-bomdia/