Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Câmara discute com polícia soluções contra a violência

Publicada em 11/03/2009 às 11:12 | por Voto Consciente Jundiai

Quarta-feira, 11 de março de 2009 02:08
Vereadores decidem cobrar de prefeitura lei que coloca divisórias em bancos

Julianna Granjeia


A onda de violência em Jundiaí levou o tenente-coronel Walter Gomes da Costa e o major subcomandante Aloysio Queiroz, ambos do 11º BPMI, a se reunirem ontem com vereadores.


Pela segunda semana o tema é debatido na Câmara. Na semana passada, o bispo dom Gil Antônio Moreira fez um duro discurso sobre segurança pública, tema da Campanha da Fraternidade.

A reunião foi às portas fechadas. Segundo o vereador e delegado de polícia Fernando Bardi (PDT), uma das ações do encontro foi pedir ontem à prefeitura que regulamente lei aprovada em 2008, que obriga bancos a colocarem divisórias entre os caixas para tentar reduzir assaltos após clientes deixarem as agências.

“Estamos discutindo alguns projetos que cabem ao Legislativo”, disse o coronel. O presidente da Câmara, João Galvão, o Tico (PSDB), afirmou que a Casa está à disposição para aprovar leis que reduzam a violência.

Abaixo-assinado é entregue
Os organizadores do movimento “Diga não ao aumento do IPTU” entregaram ontem o abaixo-assinado com cerca de 20 mil assinaturas ao presidente da Câmara.

Dezenas de manifestantes, alguns com cartazes, se misturaram aos fiéis da paróquia Frederico Ozanan que também acompanharam a sessão.

A entrega do documento foi feita em cerimônia fechada.

“Foi apenas um ato, só vieram entregar o abaixo-assinado. Vou encaminhar ao prefeito, mas não se pode mexer na receita da cidade”, afirmou Tico.

Durval pede tempo para analisar projeto
O vereador Durval Orlato (PT) pediu adiamento da votação do projeto de lei que institui na cidade o plebiscito, referendo e iniciativa popular. O projeto deve ser votado no dia 28 de abril.

Ele explicou que pediu sugestões à OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), à ONG Voto Consciente, faculdades de direito, entre outras entidades, que ainda não conseguiram analisar o projeto.

“Não tenho a intenção de votar a qualquer custo, mas quero aprovar o projeto. Para isso, quanto mais discussão e mais sugestões para acrescentar, melhor”, afirmou o petista.

O vereador Júlio Oliveira, o Julião (PSDB), também pediu mais tempo para analisar o projeto. Os parlamentares receberam a pauta da sessão na sexta-feira.

“O Durval teve bom-senso e responsabilidade ao adiar a votação. O projeto dele é interessante, mas complexo e ainda não pude fazer uma análise com profundidade. Temos que tomar cuidado para não engessar o Executivo.”

Julião afirma que pretende fazer um estudo de outras cidades que já tenham aprovado esse tipo de projeto.

fonte: BOMDIA

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/camara-discute-com-policia-solucoes-contra-a-violencia/