Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Câmara Municipal derruba lei que havia aprovado contra os bancos

Publicada em 12/08/2009 às 21:33 | por Voto Consciente Jundiai

Quarta-feira, 12 de agosto de 2009 05:16
Projeto previa multa para agências que demorassem no atendimento

José Arnaldo de Oliveira
Agência BOM DIA

A Câmara derrubou projeto aprovado na Casa que limitava o tempo de espera para atendimento em bancos e provocou bate-boca entre os vereadores.

Na sessão desta terça, os parlamentares aprovaram veto do prefeito Miguel Haddad (PSDB) à lei de 2006, que foi modificada no último dia 30 de junho.

Pelas modificações, os bancos poderiam ser multados em até R$ 3,192 milhões pelo Procon caso clientes não fossem atendidos em um prazo máximo de 15 minutos.

A autora do projeto, Marilena Negro (PT), disse que era uma incoerência os vereadores que fizeram a lei não aprovarem sua regulamentação. O veto do prefeito foi mantido por 11 a 5. A parlamentar esperava ao menos sete votos a favor do projeto.

Júlio César de Oliveira (PSDB) retrucou dizendo que o voto secreto não permitia dizer quem havia rejeitado.

Representantes do Sindicato dos Bancários que foram à Câmara lamentaram.

Outros
O veto do prefeito ao Projeto de Lei 10.229, que regulamenta contração de vigilantes em casas noturnas, do vereador Paulo Sérgio Martins (PV), foi derrubado.

A criação de plebiscitos em Jundiaí foi adiado para o dia 10 de novembro. O autor da proposta, Durval Orlato (PT), espera ganhar mais apoio social. “Estou retirando o caráter obrigatório em casos como de mudanças no Plano Diretor ou obras que comprometam mais de 3% do Orçamento anual, para colocar mais ênfase na manifestação da comunidade”.

Saiba mais
O que: Apesar da lei aprovada em 2006, nenhum banco foi multado em Jundiaí

fonte: BOMDIA

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/camara-municipal-derruba-lei-que-havia-aprovado-contra-os-bancos/