Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Conselho da Saúde exige a criação de 0800 em Jundiaí

Publicada em 09/03/2009 às 11:17 | por Voto Consciente Jundiai

Sábado, 07 de março de 2009 02:40
Conselheiros planejam ter uma ouvidoria exclusiva; prefeitura estuda caso

Julianna Granjeia

O Comus (Conselho Municipal da Saúde) aprovou na reunião desta semana, por dez votos contra oito, a implantação de uma ouvidoria específica para a área da saúde.

Os conselheiros alegam que as ligações para a ouvidoria da prefeitura, no número 156, são tarifadas e generalizadas. O atendimento aos usuários do SUS seria feito por ligações gratuitas, por meio de um 0800.

“O 156 atende reclamações de buraco na rua, cuida do trânsito, atende de tudo. Nós queremos um canal exclusivo para atender reclamações, sugestões, denúncias e informações da saúde”, diz o vice-presidente do Comus, Ezequiel Antônio Pedro.

O membro do Conselho, Agostinho Moretti, ressalta que o Comus é deliberativo e que a Secretaria da Saúde tem que a acatar a implantação do 0800.

Esperamos que entre em funcionamento o mais rápido possível, caso contrário o conselho ou qualquer cidadão pode recorrer à Justiça.”

A Secretaria de Saúde informou, por meio de assessoria, que vai avaliar a possibilidade de criação “de mais este canal de comunicação” e que “considera prematuro adiantar algo”.

Comus defende anonimato
Outra reclamação dos conselheiros é que a ouvidoria da prefeitura não recebe denúncias anônimas.

“O 0800 da saúde tem que aceitar ligações anônimas e respeitar quem não quer se identificar. Tem pessoas com medo de represálias”, justifica Moretti.

Segundo a prefeitura, de janeiro até agora a ouvidoria registrou 1,7 mil atendimentos referentes à saúde, 18% do total de solicitações.

O vice-presidente do Comus, Ezequiel Antônio Pedro, afirma que o objetivo da proposta é melhorar a qualidade do serviço. “Para isso é preciso ter condições de reclamar.”

Os atendimentos terão que constar em relatórios. “A ouvidoria vai ajudar a detectar problemas como cancelamento de cirurgias e profissionais que faltam. Os registros vão diretamente para a Secretaria da Saúde que ficará responsável por fazer um relatório para avaliação dos serviços e funcionários”, explica Moretti.

De acordo com o Comus, a ouvidoria deverá ter um mediador ligado à área, com poder e função para resolver os problemas imediatamente.


fonte: BOMDIA

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/conselho-da-saude-exige-a-criacao-de-0800-em-jundiai/