Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Finalistas do Labic apresentarão seus projetos para empreendedores experientes

Publicada em 05/05/2016 às 14:01 | por Henrique Parra Parra Filho

Depois de mais de quinze horas de oficinas formativas, exercícios práticos e de uma maratona na qual os projetos receberam apoio de mentores e consultores, três projetos foram selecionados como finalistas do Laboratório de Inovação Cidadã de Jundiaí. Agora, seus autores terão quinze minutos para apresentar sua ideia a uma banca de avaliação e convencê-la de que merecem apoio e investimento.

A banca de avaliação é mais um dos exercícios do Labic e simula a experiência que todos estes empreendedores cívicos viverão com seus projetos a partir de agora. Os membros são gestores e empreendedores experientes na cidade e poderão dar conselhos importantes sobre como cada projeto se apresenta. Além disso, a banca de avaliação é uma oportunidade real de construir relacionamentos entre empreendedores, conhecendo melhor algumas organizações locais que atuam e apoiam o empreendedorismo e projetos sociais.

Já estão confirmadas as participações de Silvio Gebram (Associação de Filantropia Coruja), Edison Maltoni (Sincomércio/ Incubadora Tecnológica de Jundiaí), Regiane Relva (Smart Campus FACENS), Guto Palma (Núcleo de Jovens Empreendedores/ CIESP) e Cida Gibrail (Banco do Povo).

Finalistas. O projeto de compostagem nas escolas das irmãs Larissa e Tatiana Tega e da bióloga Gabriela Tiburcio foi um dos três selecionados na segunda etapa do LabIC. Elas contam que o projeto foi praticamente reformulado a partir da ajuda de seu mentor. “Desde o início do evento até agora, quase tudo mudou. O Rodrigo [Bandeira] nos ajudou a redefinir o objetivo, as estratégias, o modo de captação, a montar uma planilha de custos, basicamente tudo”, explica Larissa, que trabalha com gestão ambiental e já tinha conhecimento do tema.  A co-autora e pedagoga Tatiana Tega explica que a ideia inicial tomou um foco educacional e uma dimensão muito maior. “No inicio, era a compostagem pela compostagem, o processo parava aí. Agora, decidimos fechar o ciclo. A criança vai vivenciar o processo completo, vai ver os restos da merenda se transformar em composto, jogá-lo na horta para adubar as mudas e colher os alimentos que vão virar merenda novamente”, esclarece.

O segundo projeto finalista é da estudante Deise dos Santos e de Julio Cintrão, docente e mediador de redes sociais no SENAC. “As oficinas e a maratona nos permitiu criar um corpo para o nosso projeto, que estava muito bonito conceitualmente, mas não tinha ações concretas para realizar”, conta Julio. Ele foi coautor da proposta vencedora do cidadonos que pretendia criar um projeto de lei para que os Conselhos Municipais cedessem cadeiras em suas reuniões para a participação de coletivos, grupos e movimentos sociais. “Com o LabIC, vimos que só uma lei não garante a participação desses grupos ou a qualidade dessa participação”, conta.

Com a ajuda da consultora Jéssica Kobayashi, psicóloga e co-fundadora do Instituto Cidade Democrática, a equipe identificou ações e estratégias concretas para utilizar com os diferentes públicos que querem mobilizar. “Temos coisas muito palpáveis para trabalhar agora, como o desenvolvimento de um fórum e de materiais didáticos, como cartilhas e mapas, que ajudem esses dois espaços a se entenderem, além de criar uma plataforma para sistematizar, compartilhar e divulgar essas informações”, comemora o finalista.

O último grupo selecionado para a terceira e última etapa do LabIC pretende ocupar o corredor cultural de Jundiaí com grafite. “Quando eu li sobre a proposta do corredor cultural, não queria que fosse apenas sobre revitalizar obras e construções ao longo do percurso do corredor”, conta Gustavo Tavarez, grafiteiro e publicitário que criou o projeto ao lado da produtora de moda Bruna Santos e do analista de sistemas René Fernando de Araújo. “Vamos fazer um piloto com os parceiros que já temos para dar uma amostra do nosso trabalho e tentar dar continuidade através do financiamento coletivo. Nosso mentor nos ajudou a profissionalizar o projeto e vê-lo como uma empresa”, elogia Gustavo.

O mentor do Projeto, Victor Pucci, representante da incubadora Yunus Negócios Sociais, desenvolveu com os grafiteiros uma série de serviços e produtos a serem oferecidos. “Conseguimos encontrar um potencial muito grande e inovador, com uma proposta de valor que ninguém tem. Que eu saiba, não existe uma empresa que fornece os serviços que eles pensaram, que mobilize os integrantes das instituições a transformar um espaço ocioso dentro das escolas, empresas ou ONGs”, conclui.

Avatar

Leia mais sobre Outros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/finalistas-do-labic-apresentarao-seus-projetos-para-empreendedores-experientes/