Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Funcionalismo público

Publicada em 25/12/2012 às 19:50 | por João Carlos De Luca

Para este artigo irei recorrer a outro que já escrevi neste mesmo espaço, será quase uma continuidade. Isto não por uma simples coincidência, mas pelo o assunto ser recorrente em nosso dia-a-dia.

O funcionário de uma empresa privada bem administrada não terá um futuro promissor ali se não apresentar resultados efetivos dentro de sua função, não se aprimorar e não evoluir em sua área. Mesmo que não seja aquele o emprego sonhado e que não possua o menor prazer ao realizá-lo é preciso um mínimo de comprometimento para pelo menos manter o seu salário. Porém, esta lógica não se aplica em via de regra nas instituições públicas.

Acredito que todos nós já passamos pela experiência de conhecer um bom funcionário público. Normalmente ele é sobrecarregado por suprir o trabalho de vários colegas de sua repartição, gosta do que faz e tem plena consciência da importância de sua função. Mas o cotidiano nos mostra que os servidores deste tipo são a exceção. Em via de regra encontramos sujeitos mal-humorados, desmotivados, insatisfeitos, acomodados, estacionados em sua condição intelectual, quase sempre mal preparados para a área na qual atuam.

Em estabelecimentos públicos é muito comum encontrarmos comunicados expostos nas paredes com a seguinte lei: “Desacatar funcionário público no exercício da função ou em razão dela: Pena – detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, ou multa”. Claro que esta lei é muito apropriada e digna. Porém gostaria de saber se existe uma lei contra o funcionário público que desacata aquele para quem trabalha?

Nós contribuintes, que pagamos devidamente nossos impostos e possuímos por lei o direito de recebermos serviços públicos de qualidade, temos que na maioria das vezes nos contentar com incompetência, com falta de noção e com menos que o básico.

Penso que três ações seriam prioritárias para reverter este quadro. Primeiro instituir o concurso público para todos os funcionários, sejam estes comissionados ou não, que passassem por uma avaliação rigorosa para saber se realmente estão aptos a exercerem a função pretendida naquele setor. Segundo que freqüentemente fossem oferecidos cursos e atividades para capacitá-los em suas respectivas áreas de atuação. E terceiro que depois de empregados fossem constantemente avaliados pelo seu desempenho.

Mas já imaginaram como isto causaria um baita transtorno para grande parte dos nossos políticos eleitos que não mais poderiam trocar favores empregando livremente seus familiares, amigos e afins?

 

João Carlos De Luca, músico e radialista. Mais informações: www.joaocarlosdeluca.com.

Avatar
Últimos posts por João Carlos De Luca (exibir todos)

Leia mais sobre Outros

Uma resposta para “Funcionalismo público”

  1. Simone de Andrade Pligher Simone de Andrade Pligher disse:

    Cada vez estou mais convencida da necessidade de se trabalhar para mudar essa percepção da sociedade em relação ao funcionário público e acho que boa parte disso virá com informação, inclusive sobre as leis que regem o funcionalismo.
    Para complementar seu artigo: Depois da constituição de 1988, os funcionários só podem ingressar no serviço público através de concurso, se tornam estáveis após três anos de estagio probatório (mediante avaliação) e devem passar por avaliação de desempenho regularmente – tudo para garantir o princípio da eficiência da administração publica, também previsto na constituição federal.
    Os cargos em comissão são exceção e não devem ocupar funções técnicas, apenas de assessoramento.
    Contudo, precisamos avançar na forma de avaliação (que, a meu ver, deve considerar também o usuário do serviço público) e tentar afastar tanto quanto possível a interferência política e o fisiologismo – fatores de desmotivação de muitos funcionários públicos que no mais das vezes sentem não fazer muita diferença sua capacidade técnica – a sensação predominante, infelizmente, é que que mais vale ser amigo “amigo do rei” do que um bom profissional…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/funcionalismo-publico/