Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Galvão e sua dupla tarefa no governo

Publicada em 17/05/2009 às 12:45 | por Voto Consciente Jundiai

ENTREVISTA

17/5/2009

MATEUS VIEIRA DOBRANDO Galvão responde pela Secretaria de Comunicação

DOBRANDO Galvão responde pela Secretaria de Comunicação

O administrador de empresas com especialização em Logística e Negociação de Compras, pela Fundação Getúlio Vargas, Clóvis Marcelo Galvão, é tido como o ´síndico´ do Paço Municipal de Jundiaí. Ele é secretário de Administração desde 1997, pasta responsável por 126 funcionários, 46 veículos da frota, além das compras de material e equipamentos da Prefeitura.

Entre as principais ações à frente da secretaria destaca-se a implantação do sistema de compras eletrônicas, denominado Compra Aberta. Desde 2002, foram realizadas 16.757 compras eletrônicas de produtos e serviços como coleta de lixo, acelerador linear (pregão internacional), câmeras de monitoramento, limpeza de áreas verdes e limpeza de bens e prédios públicos, entre outras. Para se ter uma ideia, no ano passado, foram liberados R$ 114,6 milhões em compras pela Administração.

A pasta também tem outras funções como a iniciativa de reduzir custos, combater o desperdício, contribuir para a melhoria da metodologia das atividades contratadas, além de garantir a qualidade dos produtos e serviços.

Jornal de Jundiaí Regional: Quais as principais atribuições e metas da Secretaria Municipal de Administração?
Clóvis Galvão: É uma secretaria ´meio´ e, portanto, trabalha mais nos bastidores, como a de Finanças e Negócios Jurídicos. Na verdade, todas as ações promovidas pelo prefeito passam, necessariamente, pela Secretaria de Administração. Quer na aquisição de um bem ou serviço, com as licitações, quer com a prestação de serviços no Paço Municipal. Temos sob nossa responsabilidade a frota do Paço, o centro de distribuição, que é nosso almoxarifado. Há algumas coisas que são fundamentais: agora estamos desenvolvendo uma nova versão do Compra Aberta, projeto pioneiro que já tem sete anos. Outra coisa que queremos implantar é o aumento da velocidade nas ações do governo. Quando a gente decide que vai fazer uma licitação, por exemplo, ela passa por uma série de fases até a contratação. Quanto mais rápido for isso, mais eficiente. Agora estamos na fase de envolver os funcionários, no sentido de agilizar e diminuir esse espaço de tempo. É quase que constante a racionalização, não só nas compras.

JJ: Houve alguma mudança de planos devido à crise mundial?
Galvão: Desde os primeiros dias de governo a gente já trabalha fazendo ações no sentido de racionalizar o custeio. Estou falando isso em relação à telefonia, cópias e compras do almoxarifado. Uma das ações foi a centralização deste almoxarifado. Antes, até o ano passado, havia vários e cada secretaria tomava conta do seu. Ao passarmos para uma administração mais eficiente, no centro de distribuição, você consegue reduzir o estoque, sem que haja falta de material e nem excesso. Essa foi uma das grandes conquistas nossas já. Nós, antes, tínhamos um valor muito alto parado em estoque, coisa de quase R$ 5 milhões. Em qualquer empresa isso seria considerado um palavrão. Hoje, os valores estão diminuindo. Caiu cerca de 23% nos três primeiros meses em relação ao mesmo período do ano passado. Por duas razões: estamos comprando bem e fazendo maior giro no nosso estoque.

JJ: Qual a principal evolução do Compra Aberta?
Galvão: A evolução nao para nunca. Nós temos uma navegabilidade muito mais fácil no site, com uma tecnologia diferente. O ganho é em funcionalidade. Hoje, temos 11 mil fornecedores ativos. O slogan do sistema, desde o começo, é: desde que você tenha e-mail e preço competitivo, você pode vender. Nós já fizemos o primeiro pregão eletrônico internacional, na compra do acelerador linear (aparelho para tratamento de câncer) com uma redução de preço muito grande. Nosso diferencial no Compra Aberta é a qualidade. Nós trabalhamos com a homologação de marcas, coisa que a maioria dos municípios não faz. Essas coisas que falam sobre o governo, que demora muito, é burocrático, são verdade e nós temos de acabar com isso.

JJ: Como funcionaria a iniciativa para criação de ´gerentes de projeto´ na Prefeitura?
Galvão: É uma coisa que estamos trabalhando neste exato momento. Acontece quando alguém é designado para cuidar de uma determinada ação, seja um projeto ou serviço, e essa pessoa cuida, de ´fio a pavio´, até o fim. Vamos imaginar, por exemplo, uma obra. Você tem esse ´responsável´ desde a concepção até o final da obra. Isso é uma inovação e tanto e acontecerá em todos os grandes projetos. Esses gestores vão tentar tirar as pedras do caminho de cada ação.

THIAGO GODINHO

fonte: JJ

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/galvao-e-sua-dupla-tarefa-no-governo/