Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Grendacc pede socorro. E você, não vai ajudar?

Publicada em 13/09/2009 às 14:59 | por Voto Consciente Jundiai

>SINAL VERMELHO

13/9/2009

ALEXANDRE MARTINS Carla e o pequeno Enzo, cuidado pelo Grendacc

Carla e o pequeno Enzo, cuidado pelo Grendacc

“Só quem vive a doença, quem precisa da ajuda do Grendacc, sabe o desespero que dá a possibilidade de todo esse atendimento acabar, ou não ser igual ao que é hoje. Isso não pode acabar.” A preocupação da professora Carla Rossini Incau Devecchi se justifica pela crise financeira que ameaça os trabalhos do Instituto de Clínicas Pediátricas Bolívar Risso – hospital do Grupo em Defesa da Criança com Câncer (Grendacc). Em 14 anos de história, a entidade se transformou em referência no atendimento gratuito à criança e ao adolescente com câncer ou doenças hematológicas crônicas.

Desde dezembro, a instituição trabalha com as contas no vermelho e acumula uma dívida de R$ 135.218,24. As doações, que representam a maioria dos recursos, caíram com a crise financeira, ao mesmo tempo em que o preço dos suplementos subiu. “Quando vimos que os recursos não eram mais suficientes, nossa primeira reação foi reunir todas as pessoas que trabalham aqui para conscientizá-las sobre nossa realidade e buscar práticas de economia, como redução da conta de luz. Conseguimos enxugar R$ 15 mil por mês na administração, mas o corte de funcionários foi inevitável”, diz a presidente da entidade, Verci Andrêo Bútalo.

O custo com pessoal hoje representa 57% das contas do hospital, que também renegociou dívidas com fornecedores de medicamentos e conseguiu protelar pagamentos, mas agora as contas adiadas começam a vencer e consomem em média 27% dos recursos do hospital. Por mês, o custo de manutenção do Grendacc é de R$ 300 mil. A maioria das doações é feita por pessoas físicas. O número de doadores não caiu, mas o valor ficou menor depois da crise.

Os atendimentos aos pacientes foram mantidos e mais crianças estão sendo atendidas. Só no último mês, mais sete passaram a fazer tratamento no local. Ao todo, cerca de 350 crianças são atendidas. “Se não fizermos algo de imediato, se não conseguirmos cobrir nosso déficit, corremos o risco de voltar no tempo e encaminhar essas crianças para tratamento fora de Jundiaí, em São Paulo ou Campinas”, alerta a presidente.

A possibilidade de ter que enfrentar hospitais fora da cidade é sinônimo de pesadelo para os pacientes e seus parentes, como a professora Carla, que desde o fim do ano passado acompanha seu filho Enzo, hoje com 1 ano e oito meses, no tratamento contra o câncer.

“Quando o pediatra deu o diagnóstico de câncer para meu filho, na época com 10 meses, revivi todo o pesadelo que havia sofrido com minha mãe durante cinco anos, de ter que ir de hospital em hospital, passar por aqueles ambientes tristes, pelas filas e aqueles profissionais muitas vezes grosseiros e mau humorados. Mas quando cheguei com meu filho aqui no Grendacc, fomos recebidos com sorrisos, com segurança, e o Enzo sempre foi chamado pelo nome. O atendimento aqui fez com que ele passasse pelo tratamento sem traumas, num ambiente bonito e agradável”, conta Carla.

No Grendacc, Enzo recebeu atendimento médico especializado e passou por nove ciclos de sessões de quimioterapia sem pagar nada. Sua família teve orientação sobre a doença e como lidar com a situação, além de receber apoio psicológico. A rotina de tratamento transformou o hospital numa segunda casa para eles, mas vista por Enzo como um lugar de diversão. “Quando ele precisava ir para outros hospitais, chorava como toda criança. Aqui, ele chega bem, vai direto para a brinquedoteca e depois recebe o atendimento sem nenhum sofrimento.”

Atualmente ele vai ao Grendacc apenas uma vez por semana para fazer exames de manutenção. Já Carla se apaixonou pela entidade e se tornou voluntária. “Não consegui ficar mais sem vir aqui e vou continuar como voluntária para pagar tudo o que Deus fez por nós. Antes do Grendacc, não acreditava na cura do câncer. Hoje, acredito 100%. Essa entidade não pode parar.”

ANDRÉA LAVAGNINI
Notícias relacionadas:

fonte: JJ

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Uma resposta para “Grendacc pede socorro. E você, não vai ajudar?”

  1. Avatar Sabrina-Auxiliar de Enfermagem disse:

    Ficarei feliz e HONRADA se puder ser chamada para participar de processo seletivo para trabalhar como Recepcionista ou Auxiliar de Enfermagem

    Muito Obrigada

    Sabrina Gomes

    Idade: 23 anos

    Cel.: (11) 9 8617-7717 – Jundiai- SP

    E-mail: [email protected] – por favor solicite meu CV completo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/grendacc-pede-socorro-e-voce-nao-vai-ajudar/