Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Inclusão de festa ocupa discussão

Publicada em 16/09/2009 às 17:26 | por Voto Consciente Jundiai

>LEGISLATIVO

16/9/2009

MATEUS VIEIRA Integrantes do Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida, que promove a Festa da Padroeira, estiveram, ontem, na Câmara

Integrantes do Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida, que promove a Festa da Padroeira, estiveram, ontem, na Câmara

A inclusão da Festa da Padroeira no calendário municipal de eventos da Prefeitura de Jundiaí foi o tema mais discutido, ontem de manhã, durante a sessão da Câmara. A discussão para aprovação do projeto de lei 10.396, do vereador Gustavo Martinelli (PSDB), que prevê a oficialização do evento, levou 33 minutos, cronometrados pela reportagem do Jornal de Jundiaí Regional. Dos 16 vereadores jundiaienses, 13 se manifestaram favoráveis ao projeto, seja por meio de discursos no plenário ou breve interrupções feitas das próprias cadeiras.

No plenário da Câmara, estavam cerca de 15 pessoas do Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida, que promove a Festa da Padroeira, realizada no bairro da Vila Rami.
“Estou honrado e feliz por aprovar este projeto e parabenizo o jovem vereador por ter apresentado tal proposta que incentiva a religiosidade”, disse Marcelo Gastaldo (PTB), um dos parlamentares que fizeram uso da tribuna para se manifestar.

Além dele, o projeto teve manifestações públicas favoráveis dos vereadores Gustavo Martinelli (PSDB), autor da proposta, Silvio Ermani (PV), Ana Tonelli (PMDB), Paulo Sérgio Martins (PV), Antonio Carlos Pereira Neto, o Doca (PP), Julio César de Oliveira (PSDB), Fernando Bardi (PDT), Leandro Palmarini (PV), Durval Orlato (PT), José Dias (PDT), Enivaldo Ramos, o Val (PTB) e José Galvão Braga Campos, o Tico (PSDB).

“Para Jesus Cristo, somos um só, e essa é uma forma de reconhecer os parlamentares que nunca se furtaram a apoiar os meus projetos de cunho religioso aqui na Câmara”, disse Val, que é pastor evangélico da igreja Assembleia de Deus.

Agilidade – Foi aprovado por unanimidade ontem o projeto de lei 10396, de autoria do prefeito Miguel Haddad (PSDB), que institui o Programa de Inspeção de Segurança Veicular no município. A mensagem modificativa ao projeto, que determinava que as inspeções fossem realizadas obrigatoriamente em Jundiaí, foi rejeitada. Para votar o projeto e a mensagem modificativa, os vereadores demoraram 16 minutos, e só três deles se manifestaram.

“A cláusula que exigia que a empresa estivesse localizada em Jundiaí limitava a realização do serviço, visto que só uma empresa está habilitada, e a prefeitura retirou essa cláusula, mas entendemos que agora ficou uma brecha que pode levar os veículos a serem inspecionados em outras cidades”, disse Marilena Negro, líder da bancada do PT, que apresentou a mensagem modificativa ao projeto.

“A empresa deve ser credenciada pela Prefeitura e isso só vai acontecer se ela provar que tem competência para realizar o serviço no município”, disse Fernando Bardi (PDT), procurando esclarecer a questão levantada pela petista. Além deles, o vereador Durval Orlato também se manifestou.

ELTON FERNANDES
Notícias relacionadas:

fonte: JJ

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/inclusao-de-festa-ocupa-discussao/