Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Jundiaí tem 16 desafios para ser Participativa.

Publicada em 19/01/2013 às 17:23 | por Henrique Parra Parra Filho

Conferências são debates sobre temas, que têm por objetivo mobilizar a comunidade e articular especialistas, para que dialoguem em torno de propostas que transformem a realidade social. Juntos, em debate, cada um traz seu olhar e visão, sonhos e propostas e, juntos, priorizam uma agenda que deve ser implementada. Se você concordar com esta definição, entenderá que Jundiaí hoje é uma das cidades brasileiras mais bem posicionadas para ser referencia em participação social.

Isso porque, desde 2009, debates em torno de temas têm unido a comunidade, especialistas e governantes, de forma aberta e livre, priorizando agendas e buscando a inovação. É o que buscamos ao construir o Concurso Cidadonos, que será reforçado ainda mais neste ano. E para sermos a Cidade da Participação Social, as conferências precisam ser construídas dialogando com os ativos de participação que existem, mas conferindo sentido e garantindo resposta.

Nossa cidade ainda não tem tradição de participar ativamente das Conferências Nacionais. O primeiro motivo é que a grande impulsão das conferências se deu apenas a partir de 2002. O Segundo é que a construção das etapas locais não foi prioridade de nosso governo ou de nós mesmos (sociedade).

Tivemos poucas e frágeis, como a última Conferência Municipal de Cultura, que não logrou construir um Plano Municipal, nem a regulamentação do Fundo Municipal e tampouco deu voz a principal demanda dos artistas: 1% do ISQN e do IPTU para Incentivo Cultural. Nenhuma política municipal de expressão foi construída a partir de uma conferência, até agora.

Das Conferências Nacionais previstas para 2013, dezesseis interessam a Jundiaí como inspiração para a Participação Social, aprofundamento do debate local em torno das propostas do novo governo e construção da agenda de controle social que deverá nortear os Conselhos Municipais.

São elas: Assistência Social, Arranjos Produtivos Locais, Cidades (O governo tem até 22 de Fevereiro para convocá-la), Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente, Esporte, Meio Ambiente, Cultura, Promoção da Igualdade Racial, Segurança Pública, Defesa Civil e Assistência Humanitária, Educação, Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, Turismo, Defesa do Consumidor, Desenvolvimento Regional e Previdência Social.

Deve ser tarefa prioritária de cada Secretário Municipal construir um processo aberto para convocação, planejamento e construção das Conferências. Como boa parte delas serão no primeiro semestre, servirão para debater as propostas que construirão do Programa de Metas a ser apresentado no 180 dia de governo.

Cada Conferência Municipal será oportunidade para construir agendas coletivas que estimulem a cooperação entre governo, cidadãos, organizações sociais e empresas, buscando a transformação social. Cada uma delas é palco para que atores sociais cresçam ou surjam, para que novas lideranças despontem e fortaleçam a cidade. Cada lista de prioridades poderá servir ao País, com propostas inovadoras, e dará aos Conselhos Municipais, uma agenda para ser cobrada e fiscalizada nos próximos quatro anos.

Hoje, um governo verdadeiramente participativo enxerga as conferências como prioritárias e as localiza no centro de sua estratégia de planejamento.

Avatar

Leia mais sobre Outros

2 respostas para “Jundiaí tem 16 desafios para ser Participativa.”

  1. Marcia Pires Marcia Pires disse:

    Vide a Consocial.Em 28 de fevereiro próximo completará um ano de sua realização, e pouco ou praticamente nada avançou. Parece que não passou de um protocolo de boas intenções que não saiu do papel. Sempre que reflito sobre os desafios que você reforçou aqui, penso nos “comos”. Como atrair participações? Como tocar? Como atrair adesões? Enquanto os cidadãos não internizarem que se trata de nós, de nossas vidas e cidades, nossos problemas e coisas que afetam direta e indiretamente o cotidiano, continuaremos a lamentar. Comemoremos o fato de Jundiaí já ter amadurecido bastante em relacão a isto e não deixemos esmoecer o nosso senso de mobilização.

  2. […] já desenvolvi em “Jundiaí tem 16 desafios para ser Participativa.“, nossa cidade ainda não tem tradição de participar ativamente das Conferências […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/jundiai-tem-16-desafios-para-ser-participativa/