Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Além do diz-que-diz

Publicada em 01/01/2013 às 22:34 | por João Carlos De Luca

Como é difícil tomar uma decisão partidária nos dias atuais. Os pensamentos, ações e ideais comuns que antigamente reuniam um determinado grupo de pessoas dentro de um partido político, existem, hoje, de maneiras múltiplas dentro do mesmo partido, além dos interesses de poder serem mais diversificados e se estenderem por teias mais complexas. Portanto, talvez seja o momento de depositarmos confiança numa pessoa ou noutra do que propriamente num partido ou noutro.

Antes de qualquer juízo de valor sobre diferenças administrativas, a mudança que acontece agora em Jundiaí nos faz relembrar, sabiamente, uma faceta da democracia: “aquilo que é público” não é exclusividade ou privilégio de um grupo. As eleições deveriam ter como prioridade a discussão de um projeto para uma gestão pública dentro de um período predeterminado de tempo, não com este peso de disputa e competição pelo poder a longo prazo, como acontece.

Nós, enquanto sociedade civil, temos ainda muito para aprender sobre os nossos deveres como cidadãos, no sentido de ter a consciência daquilo que é público, do bem coletivo e de se organizar para fiscalizar as ações destes gestores, representantes dos interesses da sociedade como um todo.

Nas eleições mais recentes pudemos observar inúmeros comentários através das redes sociais, pessoas próximas, ou não, de nós, mas, em grande parte, falando sobre o mesmo assunto; no caso, a política local. Em sua maioria, comentários superficiais e bipolarizados, elogiosos ou críticos, ingênuos ou levianos, revelando total falta de informação e participação no processo político, bem nos moldes dos milhões de brasileiros que se tornam “peritos” e “técnicos de futebol” em época de Copa do Mundo. No meio de tanta “mesmice”, entretanto, surgiam outros que aprofundavam a discussão com maior propriedade, procurando levantar o foco da questão e elucidando mais o assunto.

De fato, é nosso direito e dever participar do processo político-democrático; porém, para isto, é preciso um maior comprometimento.

Não posso dizer de outras áreas, mas tenho frequentado, há alguns meses, as reuniões do Conselho Municipal de Cultura e da Comissão de Música. É lamentável, todavia, encontrar uma baixíssima assiduidade dos representantes das diversas áreas culturais nas reuniões das Comissões e do próprio Conselho – espaços legítimos para a discussão de questões de interesse comum dentro de cada área profissional. Alí se faz o elo, reconhecido por lei, entre poder público e sociedade civil.

As sessões da Câmara Municipal, onde em linhas gerais projetos são apresentados e votados pelos vereadores, é outro espaço de suma importância para que possamos acompanhar de perto e de forma rigorosa sua atuação.

Quando participamos, frequente e rotineiramente, do processo administrativo, através destes órgãos públicos, é que percebemos, efetivamente, as dificuldades burocráticas e os obstáculos diversos que se colocam à frente da viabilidade ou inviabilidade dos projetos; por isso, a importância da participação de cada um.

Exercer a democracia, exige de nós mais do que parece, indo além do “diz-que-diz”…

Avatar
Últimos posts por João Carlos De Luca (exibir todos)

Leia mais sobre Outros

2 respostas para “Além do diz-que-diz”

  1. Avatar reinaldo oliveira disse:

    Ola João

    Vc foi direto ao ponto. Legal. Outra discussão que merece mais participação é sobre como está a Serra do Japi, hoje. De modo pueril e desinformado, falam que ela é pública. Porém, mais de 90% de seu território são de propriedades particulares. Logo, é um assunto que merece ser mais discutido. É isso!

  2. João, gostei do artigo para inaugurar o ano!

    Acho que tua presença neste espaço, daqui para frente, traz a oportunidade de acompanharmos os debates do Conselho de Cultura! As principais questões e desafios. Os comentários e interações com teus artigos acabam te dando elementos para levar ao próprio Conselho! 😉

    Gostei do olhar e nas primeiras entrevistas, os membros do novo governo têm dito que irão fortalecer os Conselhos Municipais. Uma Coordenadoria foi criada especificamente para isso. Vamos acompanhar e teu testemunho será importante também para essa análise!

    abração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/mais-que-o-diz-que-diz/