Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Miguel chama equipe de fiéis para assessorá-lo

Publicada em 24/01/2009 às 13:02 | por Voto Consciente Jundiai

NOVO GOVERNO

24/1/2009

RUI CARLOS ADILSON ROSA

ADILSON ROSA “Sinceramente não estava esperando. Vou acertar qual será minha situação”

Dois ex-vereadores que apoiaram a candidatura do prefeito de Jundiaí, Miguel Haddad (PSDB), durante a campanha eleitoral, foram nomeados ontem, na Imprensa Oficial do Município, para cargos de assessoria especial do político.

Apesar de não reeleitos na Câmara, José Antônio Kachan (sem partido) e Adilson Rosa (PR) tiveram como recompensa pela fidelidade eleitoral vagas privilegiadas no Paço Municipal, com salários que podem chegar aos R$ 5,6 mil somados a benefícios. Ambos iniciam as atividades na próxima segunda-feira.

A nomeação foi publicada na Imprensa Oficial sem que os próprios políticos fossem previamente avisados. Tanto que ambos ainda não sabem ao certo quais funções ocuparão exatamente no Executivo. “A gente sabe que há um time grande para compor os cargos e, sinceramente, não estava esperando. Na segunda-feira vou acertar qual será minha atuação”, revelou Rosa, que é presidente do PR local.

O republicano tem apenas a informação que trabalhará na assessoria de gabinete do secretário da Casa Civil, Juca Chaves Rodrigues. Rosa fez 1.532 votos na campanha para reeleição ao Legislativo, mas não atingiu o número necessário exigido pelo quociente eleitoral de sua coligação. Durante o mandato do ex-prefeito tucano, Ary Fossen, o político chegou a declarar oposição ao governo. Às vésperas do pleito, no entanto, reuniu a imprensa para anunciar apoio do PR a Miguel.

Até o fim – A situação de Kachan é ainda mais curiosa. Ainda filiado ao PSB no ano passado, o ex-vereador ficou em delicada situação após a sigla declarar oposição a Miguel na campanha eleitoral. Ferrenho defensor das administrações tucanas, Kachan abriu mão de concorrer na Câmara e apoiou a esposa tucana, Lúcia Kachan, que também não conseguiu se eleger. O fato culminou com a saída do político da legenda socialista. Ontem, por telefone, Lúcia afirmou que a opção pela nomeação do marido ocorreu após uma escolha da família. “Foi colocado para escolhermos ou eu ou ele. Como não quero que ele largue a política, abri mão, já que tenho certeza que ele volta à Câmara daqui a quatro anos”, enfatizou.

Ela disse que o marido também não foi avisado exatamente sobre a atuação no Paço Municipal e que uma reunião na segunda-feira definirá a situação. “Provavelmente seja na assessoria direta do Miguel, no oitavo andar do Paço. O objetivo é que ele continue a colaborar com a administração, atendendo a população.” Juca Rodrigues justificou o intuito das nomeações de Kachan e Rosa sob dois aspectos. “Os dois têm experiências administrativas. Um na Prefeitura e outro na Câmara. São pessoas que vão assessorar o prefeito na parte política”, explicou.

Sobre o imbróglio em que Kachan esteve envolvido antes da eleição, Juca analisou que o político “fez sua opção, uma escolha pessoal”. “Ele como outros são pessoas leais ao prefeito que têm muito a contribuir e, por isso, foram nomeadas”, disse o secretário da Casa Civil.

Vagas estratégicas – Os cargos de assessoria especial da Prefeitura são usados com freqüência para contemplar acordos político-partidários de campanha e beneficiam apoiadores que acabaram ficando de fora de secretarias e diretorias. Também ontem, foi renomeado em vaga idêntica Geraldo Luiz Cemenciato, ex-secretário de Obras na gestão do tucano André Benassi.

THIAGO GODINHO

fonte: JJ

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/miguel-chama-equipe-de-fieis-para-assessora-lo/