Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Miguel: "Virou perseguição política"

Publicada em 01/02/2009 às 22:51 | por Voto Consciente Jundiai

REAÇÃO

30/1/2009

ARQUIVO JJ O PREFEITO Miguel:

O PREFEITO Miguel: “Em cinco linhas, o TRE derrubou uma sentença de 29 páginas”

O prefeito eleito de Jundiaí, Miguel Haddad (PSDB) era um misto de alívio e revolta, ontem à noite, após ser reconduzido ao cargo – 18 horas depois de ser destituído do cargo pelo juiz eleitoral local (leia reportagem acima). E não mediu palavras. “A coisa (as sentenças do juiz Marco Aurélio Stradiotto) extrapolou todos os limites; virou claramente perseguição política. Felizmente, o TRE mais uma vez evitou uma injustiça. Em uma sentença de cinco linhas, colocou por terra um despacho de 29 páginas do juiz eleitoral de Jundiaí. Só isso já mostra a inconsistência das acusações”, disse Miguel, que recebeu a comunicação de que estava “destituído do cargo” exatamente aos 10 minutos de ontem, em sua casa.

Miguel continuou seu desabafo: “Está claro que estou sendo vítima de perseguição política. Parece que estamos na ditadura. Isso só existiu nos tempos da ditadura; não condiz com os dias de hoje. Pior que isso: a governabilidade e a administração da cidade estão sendo comprometidas. Fui eleito no voto, tenho compromisso com a cidade e estou sendo atrapalhado na tarefa de governar e montar minha equipe. E isso deliberadamente.”

Segundo o prefeito Miguel Haddad, “felizmente os juízes do TRE mostraram isenção e serenidade” para votar. “Por isso, tanto nas ações das multas quanto em outras duas ações, as decisões do juiz local foram derrubadas. Isso tem de acabar para que possamos governar Jundiaí, que é o que mais interessa à nossa população”.

Compromisso – Miguel espera que lhe seja dado o direito de governar Jundiaí “em paz” e que “a cidade e sua população não sejam colocadas em estado de tensão” a cada dia da semana. “Repito: a situação extrapolou. E muito. Virou perseguição política e pessoal. Tenho compromisso com Jundiaí e não posso mais admitir isso. Sou um prefeito eleito legitimamente.”

O prefeito acompanhou os advogados do PSDB, que estiveram durante toda a tarde de ontem no TRE, em São Paulo. Só retornou a Jundiaí no começo da noite. “Felizmente não se permitiu que mais uma injustiça fosse cometida. Agora, espero ter a tranqüilidade para governar a cidade que me elegeu no primeiro turno, com maioria absoluta de votos, em 5 de outubro do ano passado”, encerrou o prefeito de Jundiaí.

fonte: JJ

+ LEIA a Posição oficial da ONG Voto Consciente sobre as cassações.

++ Histórico de notícias sobre esta cassação.

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Outros

2 respostas para “Miguel: "Virou perseguição política"”

  1. Avatar Anna Luisa disse:

    Mas por que Miguel Haddad é tão categórico ao afirmar que se trata de perseguição Política? Não consigo entender o por que de tantas histórias envolverem o prefeito dessa forma. O cara já foi cassado um monte de vezes… isso é bem estranho

  2. Avatar Lucas disse:

    Anna, o que eu sei é que quando Miguel Haddad foi escolhido para concorrer à prefeitura de Jundiaí, o Ary (que perdeu o cargo de candidato para Haddad)passou a persegui-lo, com uma espécie de orgulho ferido.COINCIDENTEMENTE, o FILHO do ARY é amigo pessoal de Marco Aurélio Stradioto, a partir daí podemos constatar de que existe algo muito mais planejado do que imaginamos.

    E pasme: basta entrar com processos para conseguir sentenças, uma atrás da outra, de cassações, isso não parece irônico? Eeeee Brasil..

Deixe uma resposta para Anna Luisa Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/miguel-virou-perseguicao-politica/