Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Por que o Glória Rocha ficará mesmo fechado por 1 ano?

Publicada em 16/04/2013 às 22:49 | por Henrique Parra Parra Filho
Reforma de 1 ano ainda não esclareceu seu motivo e deixou de apresentar alternativa.

Reforma de 1 ano ainda não esclareceu seu motivo e deixou de apresentar alternativa.

Começo este artigo com uma pergunta, no título, pois o elemento mais importante, motivo e busca destas linhas é justamente de conseguir a resposta e mais informações. Desde o começo do ano, com a notícia surpreendente da falta de alvarás em equipamentos públicos – até mesmo na Prefeitura – e as necessárias adaptações por parte da nova gestão, as reformas no Glória Rocha entraram na pauta. A princípio para ajustes e como um projeto de reforma mais ampla. Agora, como decisão tomada para todo este primeiro ano de gestão.

Para justificar a importância desta pergunta-título, precisamos entender o que significa fechar o Glória Rocha por um ano; é reduzir pela metade a oferta de palcos públicos para produções culturais e, dado que o único outro palco é do Polytheama, reduzir significativamente a quantidade de espetáculos que serão realizados na cidade em 2013. Qualquer que for o motivo, precisa vir acompanhado de uma alternativa aos produtores e público.

O cenário da Cultura na cidade é conhecido há tempos; processos de gestão ainda pouco maduros, orçamento seriamente comprometido com custeio e pessoal e a compreensível adaptação destes primeiros meses de um governo diferente. Por tais motivos, não duvido, como não duvidava antes, das dificuldades em fazer “máquina girar e funcionar”.

Exatamente por estes motivos, em especial de um orçamento apertado e que, para este primeiro ano, segue orientações orçamentárias aprovadas na gestão passada e com as delicadas decisões e debates em torno da continuidade de projetos, como pensar em obras e investimentos deste porte? Em outras palavras, enquanto não se organiza o orçamento, o custeio, o pessoal e o “portigólio” de projetos, como decidir por uma obra de 1 ano em um dos únicos dois palcos da cidade?

Se as coisas ainda estão sendo arrumadas e o orçamento veio definido no ano passado, abrir tal reforma parece “colocar o carro na frente dos bois”. Ainda mais por termos um palco, do SESC, em fase final e outro, na Praça do PEC do Vista Alegre no horizonte. Decidir uma reforma deste porte, no segundo palco da cidade, sem uma ampla consulta marca uma primeira grande decisão, tomada de modo pouco participativo.

Se a reforma é emergencial – por riscos estruturais – o investimento torna-se mesmo urgente. Se todos os ajustes mínimos demoram um ano, precisamos receber tais informações, o que não aconteceu ainda. Se a reforma de 1 ano é uma decisão – para aproveitar as reformas que eram necessárias – é uma decisão construída sem consulta e participação popular que, em um momento de compreensíveis dificuldades da transição, tiram de cena o segundo principal palco da cultura jundiaiense sem oferecer claramente uma alternativa.

Avatar

Leia mais sobre Outros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/por-que-gloria-rocha-ficara-mesmo-fechado-por-1-ano/