Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Prefeitura paga R$ 8 milhões por 30 meses de radares

Publicada em 13/09/2009 às 14:56 | por Voto Consciente Jundiai

Domingo, 13 de setembro de 2009 01:15
Sistema de segurança no trânsito, que será alugado, pode iniciar operação neste ano ao custo de R$ 266,5 mil ao mês

José Arnaldo de Oliveira
Agência BOM DIA

A prefeitura vai gastar quase R$ 8 milhões para instalar radares em Jundiaí e o equipamento será alugado pelo período de 30 meses.

O monitoramento do tráfego de veículos em Jundiaí, que demorou dois anos para concluir a escolha da empresa ao custo de R$ 7,97 milhões, entretanto, prevê gerar receitas para cobrir total ou parcialmente esse valor.

O secretário de Transportes, Roberto Scaringella, informou por meio de assessoria de imprensa que o objetivo do sistema “é diminuir o número de acidentes, vítimas e mortes no trânsito”.

Ele também disse que não há previsão para o início de operação dos radares. Mas o edital da concorrência 010/07, vencida pelo consórcio Jundiaí Segura, define que a operação deve ser iniciada em 30 dias após a ordem de serviço, pouco depois de o contrato ser assinado.

‘Big Brother’
O poderoso sistema de monitoramento tem 50 radares fixos (15 ativos por 24h e os demais em rodízio). E outros seis pontos de lombadas eletrônicas (24h).

Com mobilidade, mais dez coletores eletrônicos de infrações e ainda dois medidores estáticos, todos registrando velocidade e placa.

O contrato inclui ainda a central de controle operacional e o treinamento de operadores e de 20 agentes de rua.

Com o uso máximo dos 68 equipamentos, basta cada um recolher em média R$ 130,72 por dia para cobrir os custos do tempo de contrato.

Pontos Chave
Para Scaringella, o aspecto mais importante é o uso do sistema para reduzir os acidentes e aumentar o respeito à sinalização.

“Os equipamentos fixos serão definidos prioritariamente nos lugares onde há altos índices de acidentes, como as avenidas Antonio Frederico Ozanan, União dos Ferroviários, Humberto Cereser, 9 de Julho, Jundiaí, Imigrantes Italianos, José do Patrocínio e outras”, afirmou.

Código de Trânsito
www.transportes.gov.br/bit/trodo/codigo

Disputas marcam serviços no setor
Criado pela IBM, o padrão OCR (reconhecimento ótico de caracteres) atua na filmagem e foi disseminado no país com a competência municipal reconhecida no Código de Trânsito Brasileiro, de 1997.

O atraso de anos na implementação mostra um setor disputado e oligopolizado. O grupo nacional Splice protestou contra a margem de erro de 30% das identificações das placas no sistema da Engebrás.

No primeiro semestre deste ano, em São Paulo, foi a Engebrás que moveu processo contra a vitória da Splice na licitação. No consórcio Jundiaí Segura, a Engebrás entra como parceira da Pró-Sinalização, empresa com 35 anos de atuação e exportadora de equipamentos para toda a América Latina.

fonte: BOMDIA

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/prefeitura-paga-r-8-milhoes-por-30-meses-de-radares/