Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Prefeitura quer discussão de impactos do trem-bala

Publicada em 25/08/2009 às 22:11 | por Voto Consciente Jundiai

Terça-feira, 25 de agosto de 2009 02:42
Representantes da ANTT vão apresentar projeto para cidades da região

Agência BOM DIA

A Prefeitura de Jundiaí agendou reunião para o próximo dia 2 com represententes da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), de prefeituras vizinhas e diversas entidades, como associações de bairros para discutir o impacto do TAV (Trem de Alta Velocidade), principalmente ambiental.

Segundo o secretário de Planejamento e Meio Ambiente, Jaderson Spina, o TAV passará por Jundiaí em uma extensão de 25 km e a prefeitura prevê a desapropriação de ao menos 1,25 milhão de m.

“Daí vem a nossa preocupação com o impacto ambiental: além das rodovias e rios, o TAV será mais uma linha cruzando o município”, afirmou.

Outro problema, conforme o secretário, é o incômodo sonoro: o TAV alcança 95 decibéis. Segundo o secretário, a opção seria talvez criar barreiras acústicas para as comunidades vizinhas ao traçado do projeto.

“Mas não se pode negar que a população e a cidade vão ganhar em velocidade e qualidade de transporte”, comentou.

Spina explicou que o traçado prevê três linhas: a primeira ligando São Paulo ao Rio de Janeiro, chamada Expresso, que fará o percurso em 90 minutos. A segunda é a Parador, que terá paradas nos aeroportos do Galeão, Guarulhos, Campo de Marte e Viracopos, além das cidades de Barra Mansa e Volta Redonda (RJ), São José dos Campos e Campinas (SP). A terceira linha é a Pendular, que vai ligar São Paulo, Jundiaí e Campinas, para que os passageiros possam embarcar no Expresso com destino ao Rio de Janeiro.

“Está praticamente descartada uma estação em Jundiaí, da Linha Parador, por conta da desaceleração e da proximidade com Campinas. Os jundiaienses teriam que utilizar a linha Pendular.”

Segundo o traçado inicial, a parada da Linha Pendular em Jundiaí seria no cruzamento das rodovias Anhangüera e Bandeirantes. “A prefeitura quer integrar o TAV ao transporte público. Para isso, a parada em Jundiaí deveria ser na rodovia Dom Gabriel, próximo ao aeroporto. Assim, poderíamos interligar com o transporte coletivo.”

A obra

Quanto: Estudos encomendados pelo governo federal apontam que a construção do TAV custará R$ 34,6 milhões, sendo que R$ 3,9 milhões serão com desapropriações.

fonte: BOMDIA

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/prefeitura-quer-discussao-de-impactos-do-trem-bala/