Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Prefeitura Truculenta

Publicada em 04/08/2011 às 14:47 | por Rafael Alcadipani

Na minha última coluna no Jornal de Jundiaí Regional, espaço que ocupo há anos, escrevi um artigo chamado “Marcha dos Indignados” em que faço um desabafo a respeito da situação política brasileira nos níveis nacional, estadual e municipal. No caso de Jundiaí, afirmo que a Prefeitura não tem sido capaz de inovar em três problemas centrais para a vida da cidade: Saúde (basta passar na porta do Hosp. São Vicente), Transporte (basta pegar um ônibus ou andar de carro no horário de pico) e Especulação Imobiliária (basta ver a quantidade de prédios e condomínios que crescem na cidade).

Considero, ainda, que temos um grupo de Secretários e Cargos de Confiança nos quadros da Prefeitura há muitos anos, algo que considero péssimo para inovar, e que o Prefeito já deveria ter se aposentado da política, opiniões, todas, que reitero. Fiz as ponderações como um cidadão nascido na cidade de Jundiaí, não como professor e pesquisador. A resposta da coalizão do poder foi truculenta, intimidatória e desproporcional. O Secretário de Finanças foi à Rádio Difusora para me criticar pessoalmente, o Secretário das Comunicações mandou uma carta, em nome de todo o secretariado, mostrando-se indignado com a minha fala e o Secretário do Planejamento escreveu um artigo difamatório, desrespeitoso e vil chamado “Imaturidade Revelada”. Em nenhum momento os nobres secretários refutaram meus argumentos. Usaram, apenas, um falatório chavão e ufanista. Faço parte dos supostos (uso o termo pois não conheço a pesquisa e a idoneidade da fonte) 99% que adoram Jundiaí e, exatamente por gostar da cidade, questiono e escrevo no JJ. Por mais tempo que um grupo político esteja no poder, a cidade não é dele, muito embora eles tratem as coisas como se fossem.

O artigo do Secretário do Planejamento diz muito sobre ele e muito pouco sobre mim, afinal, ele faz uma análise de minha suposta personalidade sem que jamais tenhamos trocado uma palavra. Juntando ao fato de que ele usou a posição de Secretário Municipal para atacar um cidadão de forma pessoal, mostrou que não tem os requisitos mínimos para ocupar o cargo. Não é a toa que a cidade vive um crescimento desordenado, pois o seu secretário de planejamento não tem senso de proporção, pois me comparou ao matador em série Norueguês com base em um artigo meu. Resta repudiar a truculência da Prefeitura, mas agradecer a reação tão desproporcional a uma mera opinião de um cidadão comum, pois no episódio, o grupo do poder mostrou quem ele realmente é.

Avatar
Últimos posts por Rafael Alcadipani (exibir todos)

Leia mais sobre Outros

5 respostas para “Prefeitura Truculenta”

  1. Avatar Marcio Almeida disse:

    Rafael, parabéns pela coragem e pela capacidade em expor a sua opinião que certamente é igual a de muitos de nós, verdadeiros cidadãos jundiaienses, que gostamos desta cidade não por interesses mesquinhos e não aguentamos mais ser governados por verdadeiros brucutus oportunistas.

  2. Avatar João Paulo Martinelli disse:

    Conheço o Rafael há muito tempo e sei de seu orgulho de ser jundiaiense. Tanto é que, ao assinar seu artigos, qualifica-se apenas como “jundiaiense”, o suficiente para demonstrar que ama a cidade. A humildade o impede de se qualificar como PROFESSOR da Fundação Getúlio Vargas, uma das instituições mais respeitadas do país, ou como PhD pela Universidade de Manchester, Inglaterra, onde defendeu tese de doutoramento em inglês, ou até como professor convidado de diversas universidades do país e do mundo (incluindo algumas européias). O Rafael é daquelas pessoas que trazem respeito a Jundiaí, pois seu nome é associado à cidade em qualquer grande evento de economia e administração.

  3. Inacreditável… Rafael, fiquei espantada com tudo isso e gostaria de ler o artigo que gerou essa situação. Você pode deixar o link aqui?

  4. Avatar Renato Kalaf Cossi disse:

    Rafael, os três problemas centrais por você descritos são certamente prioritários para colocar nossa cidade no caminho de um futuro promissor. Do jeito que as coisas andam, seremos a próxima Guarulhos.
    Somos todos inteligentes para saber que não se trata de voltarmos a ter a cidade de 20 anos atrás; o crescimento é um fato. Porém, uma cidade como a nossa já merece ter um quadro de administradores qualificados. Mesmo sem conhecer nossos ilustríssimos secretários, podemos perceber o quanto são capazes através da evolução ou involução da cidade.
    Fico realmente admirado (tom irônico) com os resultados entregues pelas secretarias de trânsito e de planejamento. Posso pensar somente em duas coisas: 1 – são secretários que não conseguem implementar suas idéias pois são vítimas dos grupos que promovem essa expansão imobiliária absurda em nossa cidade ou 2 – são incompetentes.
    Quando ao ilustríssimo secretário de planejamento: nunca tive uma conversa de mais de 5 segundos com ele. Nem precisa mais que isso para entender de onde vem sua visão de planejamento da cidade.

    Por fim, nos cabe fazer nossa parte, que está longe de ser comparada com as práticas do Anders Behring Breivik. Temos sim que expor, cada vez mais, nossas ideias e opiniões, pois elas são e serão sempre honestas e voltadas para o melhor de nossa cidade.

  5. Avatar Junior disse:

    Truculência parece o triste resultado de anos no poder, da quase certeza de invunerabilidade e invencibilidade. “Ninguém mexe comigo”. O que foi relatado retrata bem nosso governo, enquanto as solicitações e algumas críticas dos cidadão são respondidas com “respostas padrão” que chegam a agredir a inteligência das pessoas, como pode-se ler na coluna aberta ao leitor pelo JJ, por exemplo, artigos como o seu são rebatidos com tamanha fúria. E na campanha o Prefeito Miguel Haddad prometeu renovar o secretariado, para um secretariado Técnico, o que deve ter salvo sua candidatura, acendendo uma esperança de um pouco de mudança, no entanto, parece que houve mais uma dança das cadeiras do que uma renovação propriamente dita. Além dos problemas citados, o setor de comunicação ficou triste, parece mais que está tratando uma multinacional, com milhares de propagandas institucionais de qualidade de vida e resultados positivos em rankings, enquanto a comunicação com o cidadão real, a resposta aos seus anseios, o tratamento digno e humanizado é nulo. Quem sente na pele é quem vota. O que os políticos e seus indicados precisam entender é que o poder não é deles, é do povo, e o povo está ficando cansado de ser desmerecido, desqualificado, e principalmente desatendido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/prefeitura-truculenta/