Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Recesso da Câmara já contamina sessões ordinárias

Publicada em 12/07/2015 às 22:13 | por Colunista Convidado

Em clima de recesso legislativo, marcado para o período de 17 a 31 deste mês, os vereadores de Jundiaí – somando-se a fase da sessão em que os parlamentares têm oportunidade de se manifestar livremente sobre vários assuntos – aprovaram em menos de duas horas dois projetos de lei e uma moção que, aparentemente, já demonstravam algum consenso nos bastidores. Realizada na última terça-feira (07), a sessão reuniu a maioria dos vereadores no início dos trabalhos e terminou com apenas sete deles em plenário (Jundiaí tem 19 vereadores). Das cerca de 30 pessoas inicialmente presentes na assistência, restaram somente cinco que resistiram à ausência de debates da Ordem do Dia. A Câmara faz sua última sessão antes do recesso parlamentar nesta terça-feira, dia 14.

A única questão que suscitou alguma discussão foi realizada fora da Ordem do Dia, com a presença nos corredores de moradores do Parque da Represa e do Caxambu, que pediram aos vereadores informações sobre a possibilidade de instalação da unidade do SOS de Jundiaí -, hoje localizada no bairro Anhangabaú – em um daqueles bairros. O barulho dos moradores, que chegam às sessões para reivindicar somente o que lhes interessa, sem se preocupar com os outros assuntos colocados em discussão e indo embora em seguida após manifestarem-se na plateia ou corredores – tem se tornado uma constante. Isso já havia ocorrido nas últimas semanas com a apreciação dos projetos que possibilitaram a inclusão da Parada Gay no calendário turístico da cidade e o Plano Municipal de Ensino.

A matéria mais debatida, e aprovada, pela maioria dos vereadores na última terça-feira foi o projeto de autoria do vereador Dirley Gonçalves (PV), que prevê exibição de vídeos educativos antidrogas na abertura de espetáculos e eventos culturais. A iniciativa, segundo ele tem como meta desestimular o consumo de drogas pelo público jovem. “Seria um grande serviço se o prefeito abraçasse este projeto”, disse Dirley, já que a matéria resvala na ilegalidade inconstitucional e vai passar pelo crivo de Pedro Bigardi.

Os vereadores rejeitaram por unanimidade, por outro lado, o veto total do Executivo a matéria de autoria do vereador Rafael Antonucci (PSDB) que veda o uso de substâncias inflamáveis em apresentações de malabarismo junto a semáforos. A sessão teve ainda dois projetos de lei adiados a pedido de seus autores e aprovação de moção do vereador José Carlos Ferreira Dias (PDT) de apoio ao projeto de lei do deputado estadual Luiz Fernando Machado, que classifica Jundiaí como Município de Interesse Turístico.

Cláudia Maria Petroni Muller
Jornalista e professora de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira

Colunista Convidado

Leia mais sobre Outros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/recesso-da-camara-ja-contamina-sessoes-ordinarias/