Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Roberto Scaringella diz que aplicou a lei em nomeação da Jari

Publicada em 19/06/2009 às 01:25 | por Voto Consciente Jundiai

Quinta-feira, 18 de junho de 2009 05:56
Secretário nega ‘indústria da multa’ e quer ônibus sedutor a quem tem carro

Edu Cerioni
Agência BOM DIA

Em 52 minutos de entrevista na última quarta-feira, o secretário de Transportes, Roberto Scaringella, rebateu denúncias do BOM DIA, defendeu a multa como forma de garantir mais segurança nas ruas e prometeu racionalização no transporte coletivo (por isso os mais de R$ 400 mil investidos em pesquisas e consultorias). Ele foi enfático: a tarifa de ônibus não sobe – sábado fica mais cara em Sorocaba e em outras cidades.

Com o secretário de Comunicação e Governo, Carmelo Pauletti Neto, presente na sala, eis os principais trechos da entrevista:

A nomeação de funcionários da Setransp para presidir as Jaris não abre suspeitas?

“Foi aplicada a lei. Nada impede essas nomeações. As pessoas podem ter estranhado porque fazem uma correlação Executivo/Judiciário, mas isso é legal. E são pessoas que conhecem tudo sobre o Código de Trânsito.

O senhor delegou toda a autoridade para Mauro Vicenzo Mazzamatti?

É normal o secretário comandar o transporte e o diretor de trânsito o trânsito. Isso no Brasil todo.

E a fiscal flagrada com carro da Setransp estacionado em local proibido para ir ao caixa do banco? Houve punição?
Levantei o caso e constatei que a sinalização ali está gasta, ou seja, é resquício, pois o local não é impróprio. E há no estatuto do funcionalismo uma permissão para que o agente vá ao banco com determinada freqüência. É tudo tolerável.

Mesmo com carro da prefeitura?

Sim. Nosso empenho é para que o agente de trânsito fique mais tempo na rua do que no escritório. Hoje, o amarelinho se sente valorizado.

É verdade que a multa por falta do uso de cinto de segurança subiu 900%?

Não. Passamos a multar mais por falta de cinto e por uso do celular, mas isso é uma preocupação da administração com a vida. Nosso desafio é fazer com que a população desenvolva a capacidade de avaliar e administrar risco nas ruas. Não usar cinto e falar ao celular dirigindo é atitude de alto risco.

Quanto subiu?

80% no geral, como já noticiado. O que alguns querem fazer parecer é que esse aumento cria uma fábrica de multas, mas isso não ocorre. Aqui o grande problema é estacionamento irregular. O Centro é estreito e tem poucas vagas, o que nos faz administrar um bem público que é escasso – uma escassez crescente, é bom lembrar.

Jundiaí terá corredores exclusivos de ônibus na avenida São João, Rangel e outras?

Nossa escala de prioridades tem o pedestre, o transporte coletivo, o de carga e só depois o particular. Estamos investindo em consultorias para simular uma rede integrada de transportes. Sem os dados não podemos falar em mudanças.

O que dá para adiantar? E o GPS?

Temos 92% de aprovação com a linha expressa Eloy/Centro. Estamos fazendo uma grande pesquisa sobre origem/destino. O GPS faz parte desses estudos. Jundiaí é um desafio interessante e temos planos de superá-los. Queremos mudar o transporte coletivo para que seja sedutor ao dono do carro.

fonte: BOMDIA

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/roberto-scaringella-diz-que-aplicou-a-lei-em-nomeacao-da-jari/