Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Segurança local

Publicada em 17/05/2013 às 17:26 | por Dênis Berni

Nos últimos anos, a questão da segurança pública local passou a ser considerada um dos principais problemas do munícipe e um grande desafio aos chefes do executivo, ainda que erroneamente alguns prefiram manter o velho jargão “segurança pública é problema do estado”. Nos últimos artigos, foi provado que o município, através da Guarda Municipal tem sua parcela de responsabilidade, estritamente em estratégias preventivas e comunitárias, desempenhando seu papel fundamental de polícia administrativa, fiscalizatório.

Tal afirmação expõe que a segurança pública deve – aos menos em tese – funcionar como sistema, com órgãos de segurança que se completam, priorizando a prevenção e ter uma repressão qualificada, com limites de contenção.

Nesse contexto, fica claro que segurança pública não significa polícia na rua, que é uma lógica simplista reduzida ao extremo quando da assinatura de convênios entre o município e órgãos estatais, disseminando mais uma vez velhas estratégias com novas nomenclaturas, preocupando-se apenas com o ilusório quantitativo, sensacionalista, sem atingir o núcleo estrutural dos problemas.

Situações adversas compõem o cotidiano de pessoas e órgãos particulares ou estatais, é fato, todavia cabe a cada um dos seus gestores resolvê-los da forma menos impactante possível, que no caso do ente público, não gere gastos para o contribuinte.Isso também deixa claro que não é preciso ser polícia para atuar com competência, e a bem da verdade, contrariando alguns projetos legislativos fora da contextualização necessária.

A Guarda Municipal não é polícia, não precisa ser polícia não deve ser polícia, e em hipótese alguma reproduzir os mesmos mecanismos do sistema atual, pois segundo uma pesquisa do IBOPE de 9 de abril de 2013, as Guardas Municipais são consideradas as instituições mais eficientes, atrás apenas das Forças Armadas e da Polícia Federal.

A atuação urbana e a preservação ambiental pode ser otimizada com o emprego de tecnologias, mas só se faz com a presença de pessoas, de um número adequado de profissionais que a cidade ainda não tem, mas que recentemente deu um passo para constar na história da cidade e da administração atual de Jundiaí.

Nestes passos para essa grande máquina ter controle, são necessárias duas condições fundamentais: o profissional consciente de suas atribuições e o que orienta e determina de forma ética. É o que esperamos.

Avatar
Últimos posts por Dênis Berni (exibir todos)

Leia mais sobre Outros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/seguranca-local/