Voto Consciente Jundiaí | https://votoconscientejundiai.com.br

Tarcísio lamenta quem ‘vestiu carapuça’

Publicada em 29/04/2009 às 20:34 | por Voto Consciente Jundiai

Quarta-feira, 29 de abril de 2009 01:00
Procurado para falar sobre a repercussão de sua carta, o advogado Tarcísio Germano de Lemos Filho se disse surpreendido com a reação na Câmara

Gustavo Beraldi

Procurado para falar sobre a repercussão de sua carta, o advogado Tarcísio Germano de Lemos Filho se disse surpreendido com a reação na Câmara.

“Não sei porque o Julião [Júlio César de Oliveira, PSDB] vestiu a carapuça, já que ele foi um dos poucos a responder corretamente as duas datas na reportagem do BOM DIA”, ressaltou.

Para o advogado, filho de ex-vereador, um legislador deve ter o mínimo de cultura para fazer leis aplicáveis na vida do cidadão.

“O Lula não faz leis, ele governa. E eu não votei no Lula”, frisou em referência às declarações do presidente da Casa, José Galvão, o Tico.

Tarcísio Filho ainda acrescenta que, uma vez eleito, o legislador deve ser capaz de representar os votos a ele confiados em todas as ocasiões. “Só espero que tenham aprendido.”

Leia abaixo a carta de Tarcísio Germano de Lemos Filho

“Carta aos vereadores de Jundiaí

Talvez nenhuma das publicações jornalísticas desta cidade, onde nasci há cinquenta e um anos, tenha me causado tamanho espanto como a edição nº 1.242 do BOM DIA Jundiaí, de 21 de abril de 2009. Embora absolutamente avesso às coisas da política, sou filho de ex-Vereador e sobrinho-neto de Jandyra de Oliveira Souza, primeira Vereadora de Jundiaí, e de Geraldo Dias, um dos mais destacados políticos e jornalistas que esta cidade já conheceu. Como mero espectador do cenário político, tive a oportunidade de conviver, desde a infância, com pessoas de sólida formação cultural, com as quais me deparei na escola pública, como Ariovaldo Alves, o mais jovem Vereador desta cidade e MIguel Haddad, que talvez não se lembre, mas foi meu colega de classe na primeira série do Grupo Escolar Siqueira de Moraes. Nunca imaginei (e meus colegas do Instituto de Educação Experimental de Jundiaí hão de me dar razão), que um representante do Legislativo desta cidade não soubesse o que aconteceu no dia 21 de abril. Mais do que isso, nunca passou pela minha cabeça que algum brasileiro pudesse desconhecer que no dia 22 de abril Cabral descobriu o Brasil. Pago muito caro o IPTU desta cidade, como muito caro é o ISS que o meu escritório recolhe aos cofres públicos mensalmente. Por mais que me preocupe com a representatividade das classes menos favorecidas (e duvido que esses edis as representem) tenho como inconcebível que um vereador (com v minúsculo, realmente), não saiba o que significa o feriado de Tiradentes e o dia 22 de abril. Mais do que isso, é revoltante saber que eu pago os subsídios desses senhores, que se dão ao luxo de pretender elaborar as leis da cidade em que vivo. Se existe ética na política, no mínimo esses vereadores (com v minúsculo) deveriam renunciar ao mandato que os desavisados lhe outorgaram. Improbidade administrativa, no meu entender, deveria incluir a ignorância, situação de tal gravidade que deveria impedir o próprio registro da candidatura. Pelo amor de Deus, paredão nessa gente.

Tarcisio Germano de Lemos Filho

Cidadão de Jundiái que luta com dificuldade para pagar os subsídios desses caras de pau..”

fonte: BOMDIA

Voto Consciente Jundiai

Leia mais sobre Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Link original: https://votoconscientejundiai.com.br/tarcisio-lamenta-quem-%e2%80%98vestiu-carapuca%e2%80%99/